Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Aras diz que protagonismo do STF não é ‘vocação natural’ do Judiciário

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Na avaliação do procurador-geral da República, Augusto Aras, o protagonismo do Supremo Tribunal Federal (STF) é necessário em alguns casos, mas não é uma “vocação natural do Judiciário”. O comentário do chefe do Ministério Público Federal foi feito nesta sexta-feira, 16, durante transmissão ao vivo realizada pela TV Conjur.

“O protagonismo STF é necessário em determinadas circunstâncias”, apontou. “Mas também é sabido que, em uma perspectiva clássica, esta não é a vocação natural do Poder Judiciário, que tem a essencial função de distribuir justiça e guardar a Constituição Federal”, disse Aras.

Não por acaso, a fala ocorre dias depois de a Corte estar no foco das atenções após polêmica decisão do ministro Marco Aurélio Mello de mandar soltar o traficante André do Rap.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Augusto ArasSTFJudiciárioprotagonismo