Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Aras monta equipe para abrir ‘caixa-preta’ da PGR

Equipe BR Político

O recém-empossado procurador-geral da República, Augusto Aras, convidou o general Roberto Severo para integrar seu gabinete, e lhe deu uma função especial: abrir a “caixa-preta” da PGR. Segundo o Globo, o novo procurador-geral quer que Severo descubra ações de seus antecessores que não vieram a público, como, por exemplo, se houve monitoramento de outros integrantes da Procuradoria-Geral. 

Aras convidou Severo para ser assessor especial para Assuntos Estratégicos do seu gabinete. O general já foi chefe de gabinete do ex-ministro da Casa Civil Eliseu Padilha (MDB-RS), durante o governo do ex-presidente Michel Temer. Crítico da atuação de sua antecessora no cargo, Raquel Dodge, Aras afirmou em sua sabatina, na quarta-feira, 25, que o Ministério Público Federal é uma “instituição com muitos sigilos, com muitos segredos”. Sua intenção como PGR é, disse, abrir esses segredos “doa a quem doer”.

Em processo de montagem da equipe, Aras nomeou para a Secretaria-Geral do Ministério Público da União (MPU) o ex-candidato a deputado federal – e apoiador do presidente Jair Bolsonao – Eitel Santiago de Brito Pereira. Subprocurador aposentado, ele disputou uma vaga na Câmara em 2018 pelo PP da Paraíba, mas não foi eleito.

Notícias relacionadas

Tudo o que sabemos sobre:

Augusto ArasPGRsegredos