Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Araújo faz apelo ao Brics sobre crise na Venezuela

Equipe BR Político

Nesta sexta-feira, 26, o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, afirmou que há “um grito que pede liberdade” vindo da Venezuela. Em seu discurso de abertura da reunião de Ministros das Relações Exteriores do Brics — grupo de países composto por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul — o chanceler referiu-se à situação no país vizinho e fez um apelo às demais nações do grupo para, juntos, tentarem solucionar a crise. Dois países do Brics com representantes na reunião, Rússia e China, mantêm apoio a Nicolás Maduro e têm assentos permanentes no Conselho de Segurança da ONU.

Sobre Maduro, Araújo afirmou que trata-se de “um governo que se sustenta exclusivamente pela força”. O chanceler brasileiro demonstrou apoio a Juan Guaidó, autodeclarado presidente interino da Venezuela. Araújo referiu-se à Guaidó como um “governo constitucionalmente constituído”, e afirmou aos representantes do Brics que está à disposição “para explicar o que está acontecendo e agirmos em conjunto”.

Tudo o que sabemos sobre:

Ernesto Araújobricscrise na venezuela