por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Áreas criticadas por Bolsonaro já recebem menos verbas

As áreas de Ciências Humanas e Sociais, criticadas por Jair Bolsonaro e que deverão ser alvo de alguma redução de recursos, já recebem menos verbas para pesquisas. É o que mostra levantamento feito pelo Globo junto a entidades como Capes e CNPq.  No caso do CNPq, ligado ao Ministério de Ciência e Tecnologia, as verbas destinadas a bolsas na área de Humanas são de R$ 124,1 milhões neste ano, para Ciências Sociais e Aplicadas, R$ 63,8 milhões, e a Ciências Exatas e Biológicas, R$ 226,9 milhões.

Outra reportagem, da Folha, mostra que a proposta tem pouca repercussão prática: alunos dos cursos de Filosofia e Sociologia, citados por Bolsonaro, representam 1% dos matriculados em universidades federais, proporção que se repete na pós-graduação.