Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

As razões para o ‘caladão’ em Davos

Vera Magalhães

O “caladão” da delegação brasileira em Davos, com o cancelamento da coletiva internacional de imprensa de Jair Bolsonaro e de seus principais ministros, se deveu a uma conjunção de fatores. Um dos ministros que acompanham o presidente na Suíça repetiu ao BR18 a versão segundo a qual Bolsonaro estava cansado depois da sucessão de eventos e precisava se poupar para o jantar de hoje com investidores, no qual haverá também uma conferência.

Isso não justifica, porém, o cancelamento também da fala dos ministros. Nesse caso, ela foi ditada pelo mau humor de Bolsonaro com a imprensa brasileira. Houve a avaliação de que há uma tentativa dos jornalistas de compararem as falas de Sérgio Moro e Paulo Guedes com as de Bolsonaro como forma de “tirar o protagonismo” do presidente de seu primeiro compromisso internacional. E isso seria acentuado caso apenas eles falassem. Por fim, Bolsonaro quis evitar ser questionado sobre os desdobramentos do caso Flávio Bolsonaro e a declaração dada mais cedo à agência Bloomberg, em que disse que o filho teria de pagar caso se comprove que cometeu algum erro. A interpretação de que jogou o filho ao mar teria contrariado Bolsonaro e aumentado sua indisposição, disse uma fonte ao BR18. / Vera Magalhães