Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Assessor de Bolsonaro será investigado pelo STF

Equipe BR Político

O assessor especial da Presidência para Assuntos Internacionais, Filipe Martins, será alvo de investigação no Supremo Tribunal Federal por ter reforçado pelo Twitter a mensagem de vídeo publicado no perfil do presidente Jair Bolsonaro em que integrantes da Corte são comparados a hienas. Martins publicou a provocação depois de o presidente ter pedido desculpas aos magistrados. Segundo a Folha, o STF pensou em enviar um “pedido de explicações” a Bolsonaro sobre a ofensa, mas recuou após a retratação do presidente.

Segundo Martins, o “establishment” é um “punhado de hienas” que ataca quem ameaça seus privilégios. “O establishment não gosta de se ver retratado, mas ele é o que ele é: um punhado de hienas que ataca qualquer um que ameace o esquema de poder que lhe garante benefícios e privilégios às custas do povo brasileiro. Isso só mudará quando o Brasil se tornar uma nação de leões”, escreveu Martins no Twitter.

A postagem gerou muitas críticas, inclusive do ministro do Supremo Celso de Mello, que classificou o ato como um “atrevimento” do presidente em dura nota a respeito do episódio.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

Filipe Martins