Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Assessores de Flávio Bolsonaro atuavam em ações particulares

Equipe BR Político

Quatro assessores do então deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) defenderam a família Bolsonaro em processos particulares na Justiça enquanto estiveram lotados no gabinete dele na Assembleia Legislativa do Rio. Além do próprio parlamentar, também foram assistidos juridicamente pelos servidores comissionados o presidente Jair Bolsonaro, a primeira-dama Michelle e a mulher de Flávio, informou o Estadão.

Os advogados, que recebiam entre R$ 6,5 mil e R$ 21 mil de salário da Alerj, figuram em pelo menos 52 processos da família Bolsonaro que tramitam no TJ-RJ, no STJ, na Justiça Federal e no STF. Em nota, a assessoria de Flávio afirmou que não há impedimento legal ou ético na atuação desses profissionais em processos particulares, nos quais só são remunerados “ad exitum”, ou seja, quando a ação é vitoriosa.