Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Ato de exoneração de Valeixo é republicado sem assinatura de Moro

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Junto à exoneração de Sérgio Moro do Ministério da Justiça e Segurança Pública, o presidente Jair Bolsonaro publicou em edição extra do Diário Oficial da União na noite desta sexta-feira, 24, novamente a exoneração do ex-diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo. Na republicação por ter saído com “incorreção” na versão anterior, foi retirado o nome de Sérgio Moro como da assinatura do ato.

O ponto ganhou atenção depois do discurso de Moro pela manhã sobre sua demissão, em que o ex-ministro afirmou que não foi informado e que não assinou a exoneração de Valeixo, que motivou sua renúncia. O ex-juiz federal afirmou que a demissão era despropositada e o presidente Jair Bolsonaro tentava interferir na PF. Segundo ele, ainda, a informação de que a exoneração de Valeixo seria “à pedido”, que constava no decreto inicial era falsa. A expressão, no entanto, continua constando na versão atualizada do documento.

No novo decreto, publicado agora à noite, além de Bolsonaro, assinam o ato o ministro da Casa Civil, Braga Netto, e o ministro da Secretaria Geral da Presidência da República, Jorge Antônio de Oliveira Francisco.