Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Aras não quer ‘só’ combate à corrupção

Equipe BR Político

O subprocurador Augusto Aras, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para a Procuradoria-Geral da República, afirmou nesta quinta-feira, 12, que defende um Ministério Público moderno, “que não exige somente combate à corrupção, mas também exige o destravamento da economia”. A fala ressoa com declarações anteriores de Bolsonaro, que disse que não queria um PGR especialista em combate à corrupção, mas que deixasse a desejar em outras áreas. “Tem que tirar nota sete em tudo e ser alinhado comigo”, disse o presidente antes de revelar o nome do indicado.

O subprocurador Augusto Aras, indicado à procurador-geral da República

Augusto Aras. Foto: Dida Sampaio/Estadão

“Eu tenho apenas conversado com os senadores sobre o nosso pensamento acerca de um Ministério Público moderno, capaz de atender às grandes necessidades de um Brasil novo, um Brasil que exige não somente combate à corrupção, mas também exige o destravamento da economia”, disse Aras antes de visitar o gabinete do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE). A indicação do subprocurador ainda precisa ser validada pelo Senado. Segundo o Broadcast Político, a sabatina deve ocorrer no próximo dia 25. Para ser aprovado, ele precisará de 41 votos dos 81 senadores.

Você viu aqui no BRPolítico que Aras anda batendo perna no Congresso para dialogar com os senadores. Nas conversas, Aras tem se declarado defensor da Lava Jato e tem falado muito sobre agenda de destravamento da economia, o que tem agradado aos parlamentares. O BRPolítico também já mostrou que destravar obras de infraestrutura será uma das prioridades de Aras, caso seja aprovado para assumir a PGR.