Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Aras diz que presidente não vai poder ‘mandar e desmandar’

Equipe BR Político

O subprocurador Augusto Aras, indicado para ocupar a chefia do Ministério Público Federal, afirmou ao senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) ter dito ao presidente Jair Bolsonaro que ele não poderia “mandar, desmandar” ou mudar o que for feito pelo Ministério Público.

O subprocurador Augusto Aras acompanhado por seguranças após reunião com líderes do Senado

O subprocurador Augusto Aras após reunião com líderes do Senado. Foto: Dida Sampaio/Estadão

“O Ministério Público, o procurador-geral da República, tem as garantias constitucionais, que o senhor não vai poder mandar, desmandar ou admitir sua expressão. Tem a liberdade de expressão para acolher ou desacolher qualquer manifestação. O senhor não vai poder mudar o que for feito”, declarou Aras ao parlamentar.

Ao Broadcast Político, Vieira relatou que o procurador demonstrou de, “de alguma forma, domar a independência da primeira instância”. “Ele tem uma visão de que o Ministério Público tem um papel importante na indução de políticas econômicas, eu entendo que não. É preciso entender que o MP não é um parceiro do governo na construção de políticas, é mais do que tudo um fiscal das políticas desenvolvidas.”