Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Autor de PL que altera lei de improbidade cogita retirar texto de tramitação

Gustavo Zucchi

Exclusivo para assinantes

Autor do PL que altera a lei que trata da improbidade administrativa, o deputado Roberto de Lucena (Podemos-SP) estuda retirar o projeto de tramitação. A atitude seria apenas em última instância, caso o relatório do deputado Carlos Zarattini (PT-SP) mantenha as alterações que geraram críticas de procuradores da República. O parlamentar está conversando com o petista na tentativa de que seja feito um texto de consenso, mas já avisou que não irá assinar o texto com as mudanças.

O deputado Roberto de Lucena (Podemos-SP)

O deputado Roberto de Lucena (Podemos-SP) Foto: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados

O principal imbróglio, como mostrou o BRP, é a supressão total do artigo 11 da atual lei de improbidade, que em tese, impediria que atos como a nomeação de parentes, o direcionamento da contratação de empresas de financiadores de campanha e até mesmo a falta de publicidade para contas públicas fossem enquadradas como improbidade