Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Autoridades lamentam morte de jurista Paulo Bonavides

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Morreu nesta sexta-feira, 30, aos 95 anos de idade, o professor e advogado constitucionalista Paulo Bonavides. A causa da morte não foi informada. O falecimento do jurista foi comunicado nesta manhã pelo reitor da Universidade Federal do Ceará, advogado Cândido Albuquerque, pelas redes sociais. Diversas autoridades da comunidade jurídica lamentaram a morte.

O governador Camilo Santana e o jurista Paulo Bonavides. Foto: Reprodução/Twitter

Nas palavras de Cândido, “o mundo perdeu o seu maior constitucionalista! A Universidade Federal do Ceará está de luto! Com muito pesar cumpro o dever de comunicar o falecimento do Prof. Paulo Bonavides.”

O advogado-geral da União, José Levi, emitiu nota em que afirma que o “Direito Constitucional brasileiro perde um dos seus maiores expoentes. Ficam as numerosas obras e ensinamentos. Que esteja na Paz Eterna e que seus familiares tenham o conforto das melhores lembranças.”

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, destacou a importância de Bonavides para o País. “Teve um valor inexcedível no cenário brasileiro, do ponto de vista institucional, teórico e afetivo. Institucional porque, ao lado de José Afonso da Silva, manteve a chama do constitucionalismo acesa durante a longa noite da ditadura militar. Teórico porque foi pioneiro na reaproximação entre o Direito e a Ética, liderando o movimento pós-positivista no Brasil. E afetivo porque era uma pessoa adorável, generosa e de grande senso de humor. Um ser iluminado. A partir de agora, brilhará no firmamento”, escreveu no Twitter.

O também ministro do STF, Alexandre de Moraes também usou a rede social para lamentar a morte. “Tive a grande honra de conviver com o professor Paulo Bonavides. Um dos maiores estudiosos de Constitucional e Ciência Política do Brasil. Inteligente, humilde e extremamente dedicado a seus alunos. Um grande coração e exemplo para todos nós. Que descanse em paz ao lado de Deus”.

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), também lamentou a morte de Bonavides e decretou luto oficial de três dias no Estado. “Recebi com pesar a notícia da morte do jurista Paulo Bonavides, aos 94 anos. Membro da Academia Cearense de Letras e professor emérito da UFC, Bonavides foi um dos constitucionalistas mais respeitados do país, com reconhecimento internacional, e teve participação importante na constituição do Ceará. Em 2015, tive a honra de convidá-lo para ser patrono do Pacto por um Ceará Pacífico. Meus sentimentos aos familiares e amigos do jurista Paulo Bonavides. Estou decretando luto oficial de três dias no Estado”, disse.