Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Autoridades reduzem previsões de crescimento econômico por coronavírus

Equipe BR Político

O alastramento do surto do novo coronavírus tem minguado cada vez mais as previsões de crescimento das economias. Enquanto o Fundo Monetário Internacional (FMI) diminuiu em 0,1% a expectativa de crescimento mundial para 2020 na quinta-feira, 27, aqui no Brasil, depois das fortes quedas na Bolsa brasileira, o Ministério da Economia deve revisar para baixo a previsão de alta do PIB para o ano.

Fundo Monetário Internacional reduziu em 0,1% a expectativa de crescimento mundial e governo deve diminuir previsão do PIB de 2020

Fundo Monetário Internacional reduziu em 0,1% a expectativa de crescimento mundial e governo deve diminuir previsão do PIB de 2020 Foto: Kimimasa Mayama/EFE

A posição sobre a estimativa do PIB brasileiro deve ocorrer até o fim da próxima semana, informa o Estadão. Na quarta-feira, 26, a Bolsa reabriu no Brasil em forte queda e fechou com recuo de 7%, a maior baixa desde o chamado “Joesley Day”, quando despencou 8,80% por causa do escândalo da JBS envolvendo o governo de Michel Temer. Na quinta-feira e nesta sexta, 28, seguiu caindo. O dólar chegou a bater R$ 4,50, mesmo com a intervenção do Banco Central.

Sem a promessa de adoção de medidas de estímulo pela equipe econômica do governo, o secretário de Política Econômica do Ministério da Economia (SPE), Adolfo Sachsida, afirmou que o melhor “remédio” para enfrentar os efeitos da epidemia no crescimento econômico é avançar nas reformas no Congresso.