Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Azevedo se desculpa pelo ‘transtorno’

Vera Magalhães

O cantor Geraldo Azevedo pediu “desculpa pelo transtorno” provocado pela sua declaração, feita em show em Jacobina (BA), no último sábado, de que foi vítima de tortura infligida pelo vice de Jair Bolsonaro, general Hamilton Mourão.

“No último fim de semana, Geraldo declarou em um show no interior da Bahia que o general Mourão era um dos torturadores da época de suas prisões. No entanto, o vice-presidente do candidato Jair Bolsonaro não estava entre os militares torturadores. Geraldo Azevedo se desculpa pelo transtorno causado por seu equívoco e reafirma sua opinião de que não há espaço, no Brasil de hoje, para a volta de um regime que tem a tortura como política de Estado e que cerceia as liberdades individuais e de imprensa”, diz a nota.