Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bagunçar para extinguir?

Vera Magalhães

Entre capacidade técnica e discurso ideológico, o segundo tem sempre levado a melhor quando entram em choque no governo Jair Bolsonaro. É esta a conclusão de Joel Pinheiro da Fonseca em sua coluna na Folha nesta terça-feira. No episódio do BNDES, ele salienta o perfil de Joaquim Levy, um técnico que trabalhou para governos de diversos partidos. Em qualquer democracia, lembra, isso seria uma virtude.

O colunista lembra que a cruzada pela “caixa preta” do BNDES empreendida por Bolsonaro inviabilizaria o banco. “Um BNDES disfuncional talvez seja, no entanto, a real intenção do governo”, diz, para em seguida completar: “Para o discurso de Bolsonaro, o BNDES representa a corrupção e o projeto de poder petista”.