Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Barrados na posse

Equipe BR Político

A pedido da equipe de Jair Bolsonaro, o Itamaraty enviou comunicados aos governos de Cuba e da Venezuela “desconvidando” os chefes de Estado dos dois países para a posse do futuro presidente, informa a Coluna do Estadão. A decisão anterior, de convidar todos os países com os quais o Brasil tem relações diplomáticas, havia sido tomada em comum acordo pela transição, mas a orientação mudou.

O futuro chanceler, Ernesto Araújo, chegou a negar, no Twitter, que Nicolás Maduro tivesse sido convidado. Mas o convite foi publicado na mesma rede social por Jorge Areazza, ministro das Relações Exteriores, e depois pelo próprio Maduro. Nos tuítes, o governo bolivariano diz que nunca cogitou comparecer à posse de Bolsonaro, a quem classifica como “fascista”.