Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Barroso diz torcer para que inquérito não inclua procuradores

Equipe BR Político

Ao lado do coordenador da força-tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol, o ministro Luís Roberto Barroso disse nesta segunda, 1, esperar que o inquérito aberto pelo ministro Dias Toffoli para investigar notícias falsas contra integrantes do STF não atinja os procuradores que já criticaram a Corte. “Eu, sinceramente, espero que não”, afirmou ele no evento “Estadão Discute Corrupção”, realizado na sede do Estadão. O inquérito não cita nomes, mas Dallagnol e o procurador da República Diogo Castor, impulsionadores de críticas ao STF nas redes sociais, estariam na lista de investigados.

O ministro Alexandre de Moraes, do STF, afirmou, à luz da reclamação do Conselho Superior do Ministério Público Federal e de associação de procuradores do MP, que os críticos “podem espernear à vontade”.