Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Base cada vez mais necessária

Vera Magalhães

Diante da aprovação da reforma da Previdência na Câmara, deputados terão de se debruçar sobre uma agenda econômica volumosa, complexa e de difícil tramitação. Em sua coluna no Estadão nesta quinta-feira, William Waack constata que, em razão do que é necessário aprovar para de fato destravar a economia, Jair Bolsonaro precisará cada vez mais de uma base parlamentar, cuja necessidade até aqui subestimou.

Para ele, a reforma foi um remédio que todos se dispuseram a tomar, porque a bomba fiscal era uma ameaça premente. “É diferente a classe de incentivos necessários agora para se dedicar à agenda do aumento da produtividade e da competitividade – aquela que o Brasil tem de implementar já, e sem a qual não foge da armadilha da renda média da qual é prisioneiro há três décadas pelo menos. Neste momento, o fator-chave é uma bem organizada, conduzida, coordenada e aguerrida sólida base de votações no Congresso. Quando ela vai existir?”