Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

BC prevê corte na Selic e inflação menor para o ano

Equipe BR Político

A projeção da inflação e estimativa dos juros para 2020 foram reduzidas no relatório Focus divulgado pelo Banco Central nesta segunda-feira, 27. De acordo com economistas e mais de 100 instituições financeiras consultados pelo BC, a taxa básica de juros (Selic) deve sofrer redução dos atuais 4,5% para 4,25% ao ano em um quarto corte consecutivo. A estimativa da inflação diminuiu de 3,56% para 3,47%, abaixo da meta central de 4%.

A meta de inflação é fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) e para alcançá-la, o Banco Central altera a Selic. Quando cortou a taxa pela última vez, em dezembro de 2019, o Banco Central não se comprometeu com novos cortes no início de 2020. “O Copom entende que o atual estágio do ciclo econômico recomenda cautela na condução da política monetária”, registrou o banco no comunicado da decisão.

Os analistas mantiveram a previsão de crescimento do PIB brasileiro em 2020, de 2,31% e para 2021, de 2,50%. Para 2021, foi mantida a estimativa de inflação em 3,75% e da Selic em 6,25%.