Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bebianno diz que vai processar criminalmente Bolsonaro

Equipe BR Político

Após o presidente Jair Bolsonaro ter afirmado, em entrevista à Veja, que acredita que uma figura do seu staff de campanha estaria envolvida no atentado à faca que sofreu durante a campanha eleitoral de 2018, o ex-ministro Gustavo Bebianno afirmou nesta sexta-feira, 20, que irá processar o presidente cível e criminalmente. “Se acha que tenho medo dele e da relação que tem com as milícias do Rio de Janeiro, está muito enganado”, disse, em entrevista ao portal Uol.

Como você já leu aqui no BRP, na entrevista, Bolsonaro não cita Bebianno nominalmente, mas, segundo a publicação, o presidente forneceu “detalhes que apontam para um ex-ministro”. Bebianno, que foi um dos principais conselheiros da campanha presidencial de Bolsonaro, afirma que a acusação é “ridícula”. Mas, segundo ele, não foi a primeira vez que o presidente insinuou que o ex-ministro pudesse estar envolvido em um plano para matá-lo.  “Uma vez, ainda na transição, o próprio Bolsonaro comentou comigo rindo que um assessor dele chamado Waldir juntamente com o filho Carlos tinham tentado incutir isso na cabeça dele (que Bebianno articulara o atentado)”, afirma. “Depois que eu saí, dois generais comentaram comigo que o presidente voltou fazer o comentário, não mais como brincadeira, já em tom maldoso”.