Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

BNDES indica novo chefe para Departamento de Meio Ambiente

Equipe BR Político

Depois de criar polêmica, o BNDES indicou o assessor Nabil Moura Kadri para assumir a chefia do Departamento de Meio Ambiente, no lugar de Daniela Baccas, afastada do cargo após o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, anunciar que uma análise do ministério teria identificado “fragilidades na governança e implementação” nos projetos do Fundo Amazônia. A informação foi contestada pela Embaixada da Noruega no Brasil, que classificou o fundo como “uma das melhores práticas globais de financiamento com fins de conservação e uso sustentável de florestas”. Na segunda-feira, funcionários do banco fizeram em ato de desagravo a Baccas e cobraram sua recondução ao cargo. Segundo informação do BNDES ao Broadcast Político, Kadri é empregado de carreira do banco há 11 anos.

Em seguida ao afastamento de Baccas, o superintendente da Área de Gestão Pública e Socioambiental do banco, Gabriel Rangel Visconti, entregou o cargo. Em nota divulgada no sábado, o BNDES disse que a decisão de afastar Baccas da chefia é uma “prática natural enquanto se esclarecem as questões levantadas” pelo Ministério do Meio Ambiente e não representa “qualquer suspeita específica sobre a conduta dos funcionários do banco”.