Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

A Opinião do Estadão: Boa surpresa no consumo

Equipe BR Político

“O vigor do comércio em julho, uma boa surpresa no meio de tantas notícias negativas, pode ser mais um sinal de reação do organismo econômico. As lojas do varejo venderam naquele mês 1% mais que em junho, puxadas principalmente pelos supermercados, e 4,3% mais que um ano antes. Os novos números trazem fortes indícios de intensificação do consumo. Em 12 meses o volume vendido foi 1,6% maior que o do período anterior, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Consumidores olham televisores à venda no varejo em loja de eletrodomésticos no Rio de Janeiro.

Foto: Wilton Junior/Estadão

Para explicar esse desempenho, a gerente da pesquisa mensal, Isabella Nunes, mencionou a evolução gradual do mercado de trabalho, com aumento das pessoas ocupadas, e a melhora das condições de crédito. O financiamento é especialmente importante para as vendas de veículos, motos e partes e também de material de construção. Acrescentando-se ao conjunto esses dois segmentos, chega-se ao varejo ampliado, com aumento de 0,7% no mês, 7,6% na comparação com os dados de um ano antes e avanço de 4,1% em 12 meses.”

Diz trecho de editorial do Estadão desta quinta-feira, 12.

Tudo o que sabemos sobre:

IBGEcomércioEconomiaEstadão