Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonarista na mira de segurança do STF

José Fucs

A ativista Beatriz Kicis, procuradora aposentada do Distrito Federal e apoiadora do presidenciável Jair Bolsonaro, usou a sua página no Twitter para informar que se tornou alvo de investigação por “excesso de manifestação” nas proximidades das residências dos ministros Edson Fachin e Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, em Brasília, a partir de denúncia feita pelo Chefe de segurança do STF.

No post, ela divulga um vídeo em que aparece numa manifestação em frente à Corte cantando “STF é Puxadinho do PT”. “E aí, ,isso tb é excesso de manifestação?”, pergunta. / J.F.

Tudo o que sabemos sobre:

BolsonaroBeatriz KicisSTF