Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaristas fazem ato contra Doria e a vacina

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Convocado por parlamentares bolsonaristas, o ato contra a vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan e contra o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), aconteceu neste domingo na avenida Paulista. O principal alvo de cartazes foi Doria. Os manifestantes pediam a saída do governador do cargo e rejeitavam a possibilidade de a vacina Coronavac ser aplicada na população. Doria ganhou um boneco inflável, no qual aparecia retratado como o ditador alemão Adolf Hitler.

Entretanto, os carros de som pediam ainda a utilização da hidroxicloroquina, cuja eficácia já foi desmentida por vários estudos, como panaceia contra a covid-19. Ainda houve espaço para a torcida por Donald Trump, que disputa a Casa Branca contra Joe Biden.

Ao contrário do alardeado durante as últimas semanas, a manifestação não chegou perto dos grandes atos que culminaram no impeachment de Dilma Roussef. Imagens das redes sociais mostram que o ato ficou restrito ao quarteirão do Museu de Arte de São Paulo (Masp), ocupando as duas vias da avenida Paulista.

A PM emitiu uma nota, em que afirma que a “pequena manifestação”, com cerca de 300 pessoas,  ocorreu sem incidentes e em “ambiente de tranquilidade”.

A nota foi atualizada às 21h16, com as informações da Secretaria de Segurança Pública de SP

Tudo o que sabemos sobre:

bolsonaristasvacinaJoão Doria