Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro acusa Witzel de ‘usar’ a Polícia Civil no caso Marielle

Equipe BR Político

No evento de lançamento da legenda que pretende criar, a Aliança pelo Brasil, o presidente Jair Bolsonaro voltou a atacar nesta quinta-feira, 21,  o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), a quem voltou a acusar de tentar utilizar parte da Polícia Civil fluminense para “destruir a reputação da família Bolsonaro”.

“A minha vida virou um inferno depois da eleição do senhor Wilson Witzel, lamentavelmente. Tenta destruir quem está do meu lado e a minha família a todo custo, usando a Polícia Civil do Rio de Janeiro. Ou parte da Polícia Civil do Rio de Janeiro”, repetiu o presidente. “Se não fosse o Flávio (senador Flávio Bolsonaro), Witzel não teria chegado ao governo. Onde o Flávio ia, ele (Witzel) ia atrás. Acabaram as eleições, e ele colocou na cabeça que iria ser presidente da República. É direito dele, mas ele também botou na cabeça que iria destruir a reputação da família Bolsonaro”.

Governador do Rio, Wilson Witzel, e o presidente Jair Bolsonaro Foto: Wilton Junior/Estadão

Como você já leu aqui no BRP, Bolsonaro já havia criticado a informação de que a Polícia Civil do Rio de Janeiro investiga melhor a relação entre seu filho, o vereador Carlos Bolsonaro, e Marielle, com quem teria discutido na Câmara do Rio de Janeiro.