Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro ainda quer Ramagem no comando da PF

Gustavo Zucchi

Exclusivo para assinantes

Durante a posse de André Mendonça como ministro da Justiça, o presidente Jair Bolsonaro deixou claro que ainda quer nomear Alexandre Ramagem para a diretoria-geral da Polícia Federal. “Eu gostaria de honrá-lo no dia de hoje dando-lhe posse como diretor-geral da Polícia Federal. Eu tenho certeza que esse sonho meu, mais dele, brevemente, se concretizará para o bem da nossa Polícia Federal e do nosso Brasil”, disse Bolsonaro.

O presidente Jair Bolsonaro e sua escolha apra a Polícia Federal, Alexandre Ramagem O presidente Jair Bolsonaro e sua escolha para a Polícia Federal, Alexandre Ramagem

O presidente Jair Bolsonaro e seu escolhido barrado para a Polícia Federal, Alexandre Ramagem Foto: Carolina Antunes/PR

Durante a cerimônia, que contou com a presença do presidente do STF, Dias Toffoli, e do ministro Gilmar Mendes, Bolsonaro frisou mais de uma vez a importância da “independencia entre os Poderes”. “Respeito o Poder Judiciário. Respeito as suas decisões, mas nós, com toda certeza, antes de tudo, respeitamos a nossa Constituição”, disse Bolsonaro. Ramagem foi impedido de tomar posse por uma decisão do ministro Alexandre de Moraes, que acatou mandado de segurança impetrado pelo PDT que questionava a ligação do diretor da Abin com a família do presidente.