Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro: ‘Alerta não é desmatamento’

Vera Magalhães

A quarta-feira se encerrou sem que Jair Bolsonaro e o ministro de Meio Ambiente, Ricardo Salles, apresentasse a nova metodologia ou a nova tecnologia que será usada para medir o “desmatamento real” da Amazônia, uma vez que o governo segue contestando os dados do Inpe. Diante do alerta dado pelo Deter, o sistema de monitoramento em tempo real do desmate, cujo período de medição terminou ontem, Bolsonaro cunhou a seguinte frase: “Foi uma variação muito abrupta. Alguma coisa aconteceu. E a desconfiança nossa é por aí, que existem dados lá que são alertas de desmatamento. Alerta não é desmatamento”.

Salles finalmente admitiu que há um aumento depois de reunião com técnicos do Inpe e do Ibama, embora tenta dito que o aumento vem “desde 2012”. “Precisamos ver agora como coibir”, afirmou. Mas imediatamente se pôs a questionar os dados: disse que há dados duplicados e desmatamentos de mais de um ano que só foram apontados agora, e que o aumento de 88% não condiz com a realidade. / V.M.