Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro chama Moro de ‘Judas’ ao cobrar caso Adélio

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O presidente Jair Bolsonaro chamou seu ex-ministro da Justiça e Segurança Sérgio Moro de “Judas” em postagem feita nesta manhã de sábado, 2, pelas redes sociais. O ex-magistrado presta depoimento à Polícia Federal e à Procuradoria-Geral da República em inquérito sobre suas acusações de que o chefe do Planalto interferiu politicamente na Polícia Federal.

“O Judas, que hoje deporá, interferiu para que não se investigasse?”, questionou Bolsonaro ao replicar um vídeo gravado antes da demissão de Moro em que o apresentador cobra investigação aprofundada sobre quem mandou matar o presidente no episódio da facada que recebeu de Adélio Bispo, em setembro de 2018, em Juiz de Fora (MG). “Então agora com o ministro Sérgio Moro à frente da Polícia Federal, que essa investigação vá afundo”, diz o homem desconhecido.

Bolsonaro escreveu: Os mandantes estão em Brasília? O Judas, que hoje deporá, interferiu para que não se investigasse? Nada farei que não esteja de acordo com a Constituição. Mas também NÃO ADMITIREI que façam contra MIM e ao nosso Brasil passando por cima da mesma Constituição”.

A Polícia Federal concluiu que Adélio agiu sozinho, mas Bolsonaro diz acreditar em “provas” para que as investigações sejam reabertas para identificar um eventual mandante.

Tudo o que sabemos sobre:

caso AdélioJair Bolsonarojudassergio moro