Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro chama Ustra de ‘herói nacional’

Equipe BR Político

O presidente Jair Bolsonaro está longe de se afastar das polêmicas relacionadas à ditadura militar. Na manhã desta quinta-feira, 8, Bolsonaro disse que o coronel Brilhante Ustra, chefe do DOI-Codi, um dos principais órgãos de repressão política durante a ditadura militar, é um “herói nacional”. Como mostrou o BR18, hoje o chefe do Executivo recebe no Planalto a viúva de Ustra, Maria Joseíta Brilhante Ustra.

Bolsonaro se disse “apaixonado” pela viúva. “Tem um coração enorme. Eu sou apaixonado por ela. Não tive muito contato, mas tive alguns contatos com o marido dela enquanto estava vivo. Um herói nacional que evitou que o Brasil caísse naquilo que a esquerda hoje em dia quer”, afirmou o presidente. Ustra foi o primeiro militar brasileiro a responder  e ser condenado em um processo de tortura durante a ditadura, de acordo com o G1.