Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Bolsonaro cobra de laboratórios contato com Anvisa

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O presidente Jair Bolsonaro criou uma resposta para o atraso da campanha brasileira de vacinação contra a covid-19, diante do imunização já em curso em ao menos 40 países do mundo.

“O Brasil tem 210 milhões de habitantes, um mercado consumidor de qualquer coisa enorme. Os laboratórios não tinham que estar interessados em vender para a gente? Por que eles não apresentam documentação na Anvisa?”, questionou Bolsonaro nesta segunda, 28, a um grupo de apoiadores no Palácio da Alvorada. “Pessoal diz que eu tenho que ir atrás. Quem quer vender (que tem)”, teorizou.

Segundo o presidente, ele já fez sua parte ao assinar o cheque de R$ 20 bilhões para a compra de vacinas.

“Tem muita gente de olho nesse dinheiro”, disse, sem citar nomes. “Impressionante como uma ou outra pessoa que a gente conhece, não vou dizer o nome aqui, jamais se preocuparia com a vida do próximo. A preocupação é outra. Não vou falar qual que é”, acrescentou.

Avesso à vacinação, Bolsonaro alegou que não vai pressionar a agência para não ser acusado de interferência. “Se eu vou na Anvisa e digo corre aí, vão falar que estou interferindo”, completou.

Tudo o que sabemos sobre:

anvisaJair Bolsonaro