Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro cogita criar próprio partido

Equipe BR Político

Responsável pelo pontapé inicial que originou a guerra civil na qual o PSL está metido, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira, 28, que pensa em criar seu próprio partido. O nome, afirmou, poderia ser Partido da Defesa Nacional ou PDN, informou o Broadcast Político.

“Eu não teria dificuldade em criar um partido nesse sentido. Mas gostaria que fosse pacificado tudo (com o PSL)”, disse ao deixar Abu Dhabi, pela manhã, com destino ao Catar.

A revelação foi feita após ser questionado sobre uma possível ida para o Patriotas. O presidente afirmou que no momento não tem planos de deixar a legenda, mas que essa talvez seja a melhor solução. “Por enquanto eu não pretendo (sair do partido). Mas todas as possibilidades estão na mesa. Eu nunca saltei de paraquedas sem ficar com um paraquedas reserva”, declarou.

Bolsonaro avaliou que a situação no PSL é “grave” e que seguirá exigindo acesso e transparência nas contas da sigla. “O ideal agora é como se fossem gêmeos xifópagos (ligados entre si por uma parte do corpo). É separar. Cada um segue seu destino”, disse.

Sobre as disputas municipais do próximo ano, o presidente disse que pretende interferir o mínimo possível. “Se eu fecho com alguém, começo a perder apoios, e não quero perder apoios. Tenho objetivo de governar o Brasil”, afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:

partidoJair Bolsonaropresidente