Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro com os EUA para o que der e vier

Equipe BR Político

Ainda que autoridades brasileiras, como as militares, tenham descartado até hoje qualquer intervenção militar na Venezuela, o presidente Jair Bolsonaro foi reticente nesta terça, 19, ao falar sobre a possibilidade ao lado do presidente Donald Trump, na Casa Branca. “Tem certas questões que se você divulgar deixam de ser estratégicas. Asssim sendo, essas questões que se forem discutidas, se já não foram, não podem ser divulgadas”, disse ele. Já Trump reiterou que todas as opções estão na mesa.

Questionado se há previsão de instalação de uma base militar dos EUA no Brasil, Bolsonaro usou das mesmas reticências. “Discutimos a possibilidade de o Brasil entrar como um grande aliado extra-Otan. Há pouco, permitimos que alimentos fossem alocados em Boa Vista, capital de Roraima, por parte dos americanos para que a ajuda se fizesse presente na Venezuela. Agora, o que for possível fazermos juntos para solucionar o problema da ditadura venezuelana o Brasil está a postos”.

 

Tudo o que sabemos sobre:

VenezuelaDonald TrumpBrasil