Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro defende que ‘é greve’ e não motim de PMs

Gustavo Zucchi

Mais uma vez, o presidente da República defendeu os policiais que protagonizaram o motim no Ceará, encerrado na última semana. Em sua transmissão pelo Facebook de quinta-feira, Jair Bolsonaro tocou no assunto novamente ao defender a aprovação do excludente de ilicitude para membros das Forças Armadas que participarem de operações de Garantia de Lei e Ordem (GLO). Para ele, foi só em seu governo que PMs que se recusam a ir para ruas, impedem colegas de trabalhar, depredam viaturas e batalhões e ordenam toque de recolher para população que viraram “amotinados”. “Os PMs estavam em greve. Olha o que eu falei: greve. Foi quando chegou no meu governo que virou motim. Essa é a imprensa brasileira”, disse.

Jair Bolsonaro durante a live da Presidência nesta quinta-feira, 5

Jair Bolsonaro durante a live da Presidência nesta quinta-feira, 5 Foto: Reprodução/Facebook-Jair Bolsonaro