Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro desautoriza seus dois ‘postos Ipiranga’

Vera Magalhães

No mesmo dia, Jair Bolsonaro desautorizou seus dois principais ministros. O presidente exigiu que Sérgio Moro (Justiça) revisse o convite para que Ilona Szabó ocupasse uma suplência do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária, pelo fato de ela ser crítica às suas políticas para a área e ter feito campanha contra sua eleição em 2018. Em café com jornalistas, admitiu a possibilidade de que seja revista a idade mínima de aposentadoria de mulheres na reforma da Previdência (de 62 anos para 60) antes mesmo de o texto começar a tramitar nas comissões da Câmara, desidratando um dos pontos nevrálgicos da proposta apresentada uma semana antes por Paulo Guedes (Economia).

Moro e Guedes são os dois pilares mais sólidos do governo Bolsonaro e detêm as pautas mais importantes para o sucesso da administração. Não é a primeira vez que Bolsonaro arbitra questões contra os dois. Moro perdeu a queda de braço nas regras do decreto que flexibilizou a posse de armas. Guedes teve de engolir pressão dos ruralistas pela manutenção de regras protegendo produtores de leite na importação de leite em pó. E já havia sido derrotado na ideia de que a idade mínima para homens e mulheres fosse a mesma. Onde está a carta branca que Bolsonaro disse que daria a ambos quando os convenceu a deixarem suas confortáveis e respeitadas posições profissionais para se engajar em seu governo? / Vera Magalhães