Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro desiste de ‘dízimo elétrico’

Equipe BR Político

O presidente Jair Bolsonaro desistiu da ideia de subsidiar a conta de luz de templos religiosos, de acordo com o Broadcast Político. “Falei com o Silas Câmara (presidente da bancada evangélica na Câmara) e com o (missionário) R. R. Soares e está suspensa qualquer negociação nesse sentido”, afirmou Bolsonaro nesta quarta-feira, 15, ao deixar o Ministério de Minas e Energia.

Como revelou o Estadão, a pedido do presidente, minuta de decreto foi elaborada pelo Ministério de Minas e Energia e enviada à pasta da Economia, mas a articulação provocou atrito no governo, já que a equipe econômica rejeita a proposta.

O deputado Silas Câmara (Republicanos-AM), afirmou que não foi informado da decisão. Hoje pela manhã, antes de se reunir com o presidente, ele afirmou que iria insistir na proposta. “Estive com o presidente, até conversamos sobre o tema, mas ele não me disse qual decisão iria tomar. Não fui informado da desistência”, afirmou Câmara.

Segundo ele, o subsídio às igrejas na conta de luz não seria um “gesto grande”, mas “importante” para a bancada evangélica, fatia importante de sua base eleitoral.