Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro diz que cheques eram ‘dívida pessoal’

Equipe BR Político

Jair Bolsonaro de sua explicação para R$ 24 mil pagos pelo ex-assessor Fabrício José de Queiroz para sua esposa, Michelle Bolsonaro. Para o site O Antagonista, o presidente eleito disse que o dinheiro é referente a uma dívida pessoal que Fabrício tinha com ele.

“Emprestei dinheiro para ele em outras oportunidades. Nessa última agora, ele estava com um problema financeiro e uma dívida que ele tinha comigo se acumulou. Não foram R$ 24 mil, foram R$ 40 mil. Se o Coaf quiser retroagir um pouquinho mais, vai chegar nos R$ 40 mil. Eu podia ter botado na minha conta. Foi para a conta da minha esposa, porque eu não tenho tempo de sair”, disse. Sobre a movimentação suspeita de R$ 1,2 milhão na conta do ex-assessor apontado pelo Coaf, Bolsonaro afirmou que cortou relações com Fabrício até que ele explique a origem do dinheiro.

Tudo o que sabemos sobre:

Jair Bolsonarocoaf