Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro diz que Congresso tem direito de alterar MP do FGTS

Equipe BR Político

O presidente Jair Bolsonaro não descarta que a Medida Provisória (MP) que libera saques de saques de até R$ 500 de contas ativas e inativas do FGTS passe por mudanças no Congresso. Ele ponderou que os parlamentares terão que avaliar o impacto de eventuais alterações na construção de casas populares. A MP tem vigor imediato após a publicação, mas precisa ser confirmada por deputados e senadores em até 120 dias, segundo o Broadcast Político.

“O Parlamento sabe muito bem, acho difícil eles (parlamentares) tomarem medida nesse sentido (de mudarem), mas têm todo o direito de tomar. Se botarem na ponta do lápis e falarem que não será atingida a construção de casas populares no Brasil, não tem problema. Está certo”, disse o presidente a jornalistas na saída do Alvorada. Bolsonaro defendeu que o governo buscou atender 82% das pessoas cujo o saldo na conta do FGTS é abaixo de R$ 500. “Alguns falam que eu atendi interesse de construtoras. Não, eu atendi interesse do povo não majorando isso. E nós temos que ter recursos para continuar o programa Minha Casa Minha Vida, que é muito importante para quem não tem onde morar. Essa que é a nossa intenção”, afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:

Jair BolsonaroMPFGTSalteraçãoCongresso