por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro diz que impeachment de paraguaio ‘não seria justo’

Equipe BR Político

Na avaliação do presidente Jair Bolsonaro, a movimentação pró-impeachment que estava acontecendo no Paraguai contra o presidente Mario Abdo Benítez, após acordo para que o país vizinho comprasse energia excedente da Unia de Itaipu, “não era justa”. E, segundo Bolsonaro, se fosse outro político em seu lugar, “Marito”, como é chamado pelo brasileiro, teria sido afastado “para a volta do Lugo, que era do Foro de São Paulo”, afirmou em entrevista à jornalista Leda Nagle, em seu canal no Youtube.

“Não era justo o que estava acontecendo lá, até porque é um país que está crescendo em média 5%”, disse Bolsonaro. Ele afirmou ainda que uma nova reunião entre os países será realizada pala resolver o assunto. No último dia 1º de agosto, por conta da pressão que a oposição a Benítez estava fazendo, o acordo foi anulado.

Tudo o que sabemos sobre:

Jair BolsonaroParaguaiMário Benitez