Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro diz que ‘mortes por pavor’ matam mais que doenças

Gustavo Zucchi

Exclusivo para assinantes

O presidente Jair Bolsonaro não cansa de minimizar a gravidade do novo coronavírus. Na transmissão ao vivo pelas redes sociais nesta quinta-feira, 21, o presidente da República disse que “o pavor” mata mais gente do que o “ato em si”, se referindo à covid-19. “Morre muito mais gente de pavor do que do ato em si. Então o pavor também mata, leva ao estresse, leva ao cansaço. A pessoa não dorme direito, fica preocupada: ‘Se esse vírus me pegar eu vou morrer'”, disse. “A vida é assim, vamos embora um dia.”

Nesta quinta-feira, 21, o Brasil ultrapassou os 20 mil mortos por coronavírus. Mesmo com as taxas em franca ascendente, Bolsonaro luta para que as medidas de flexibilização social, adotadas com sucesso no resto do mundo, sejam encerradas. “Para mim, tem algo mais importante que a vida, que é a liberdade. E temos que cuidar o tempo todo de nossa liberdade”.

Tudo o que sabemos sobre:

Jair Bolsonarocoronavírus