Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro diz que violação de decreto é ‘afronta’ de governadores

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O presidente Jair Bolsonaro contestou nesta terça, 12, a oposição de governadores a seu decreto publicado ontem que inclui academias, barbearias e salões de beleza como atividades essenciais na atual fase da pandemia do novo coronavírus. Segundo o chefe do Planalto, “afrontar o estado democrático de direito é o pior caminho”. Como alternativa, Bolsonaro sugere que os chefes estaduais judicializem a questão. “Os governadores que não concordam com o decreto podem ajuizar ações na justiça ou, via congressista, entrar com projeto de decreto legislativo”, escreveu no Twitter.

O presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro Foto: Adriano Machado/Reuters

Hoje, o governador Wilson Witzel (PSC-RJ) afirmou que o presidente “caminha para o precipício e quer levar com ele todos nós”. “Não há nenhum sinal de que as medidas restritivas sejam flexibilizadas. Estimular empreendedores a reabrir estabelecimentos é uma irresponsabilidade. Ainda mais se algum cliente contrair o vírus”, disse.

Como você tem acompanhado aqui no BRP, Bolsonaro tem afrontado recomendações da OMS e do próprio Ministério da Saúde ao estabelecer contato físico há meses com seus simpatizantes em espaços públicos sem uso de máscaras.