Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro e a Previdência

Marcelo de Moraes

Se Jair Bolsonaro for eleito presidente, o mercado gostaria muito de vê-lo usando seu capital eleitoral para tentar aprovar de cara uma reforma previdenciária. Só que será uma surpresa se isso acontecer. O candidato do PSL sabe que a popularidade de Michel Temer começou a desmoronar justamente quando mexeu com assuntos desgastantes como as reformas trabalhistas e previdenciária. Não repetirá este erro, se chegar ao Planalto.

Bolsonaro até concorda que é preciso mexer na Previdência, mas só pretende fazer isso gradualmente. Ele acha muito ruim a proposta de Temer e não pretende colocar a mão no que considera “direitos adquiridos”. Sempre é bom lembrar que o deputado Ônyx Lorenzoni (DEM-RS), que ocupará a Casa Civil caso Bolsonaro vença, chama a proposta enviada por Temer de  “porcaria”. /M.M.

Tudo o que sabemos sobre:

Bolsonaroprevidência