Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro é denunciado ao Tribunal Penal Internacional

Equipe BR Político

O presidente Jair Bolsonaro foi denunciado no Tribunal Penal Internacional (TPI) por “crimes contra a humanidade” e “incitação ao genocídio de povos indígenas” do Brasil. A representação foi apresentada na quarta-feira, 27, pela Comissão Arns, que reúne ex-ministros de Estado e militantes dos direitos humanos, e pelo Coletivo de Advocacia em Direitos Humanos. A ação cita os incêndios na região amazônica, que deflagraram neste ano a primeira crise internacional do governo Bolsonaro. Na manhã desta quinta-feira, 28, ao ser questionado por jornalistas sobre a denúncia, Bolsonaro apenas riu da pergunta.

“Aqui não encontramos um caminho eficiente. Indo para lá (o TPI), esperamos estimular as forças internas do Brasil para apurarem essas questões”, diz o presidente da Comissão Arns, o ex-ministro José Carlos Dias. Entre as penas previstas no Estatuto do TPI estão até 30 anos de prisão e até prisão perpétua em casos extremos. Também são possíveis sanções como multas e perda de bens.

De acordo com a denúncia, o presidente incitou a violência contra populações indígenas e tradicionais, enfraqueceu a fiscalização e foi omisso na resposta a crimes ambientais na Amazônia, segundo o Estadão.