Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro é monitorado por coronavírus

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O presidente Jair Bolsonaro e integrantes da comitiva que o acompanhou na viagem a Miami estão sendo monitorados após o secretário especial de Comunicação, Fábio Wajngarten, apresentar sintomas de gripe e ser submetido a um teste para o coronavírus, que deu resultado positivo nesta quinta-feira, 12, informa o Broadcast/Estadão. O secretário aguarda no momento resultado da contraprova.

Presidente Jair Bolsonaro durante discurso em seminário em Miami

Presidente Jair Bolsonaro durante discurso em seminário em Miami Foto: Marco Bello/Reuters

Hoje, o presidente cancelou uma viagem prevista para Mossoró, no Rio Grande do Norte, em que acompanharia a ministra da Agricultura, Tereza Cristina. O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, disse em sua página no Twitter, que a agenda prevista na cidade foi cancelada por “razões de segurança sanitária”, relacionadas ao coronavírus.

Entre o final da tarde e o início da noite, o grupo que acompanhou o presidente nos Estados Unidos passou a receber ligações do gabinete da Presidência pedindo que diante de qualquer sintoma comunicassem imediatamente e procurassem um hospital militar em Brasília para fazer os exames.

Na comitiva que acompanhou a viagem internacional estiveram os ministros Ernesto Araújo (Relações Exteriores), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Fernando Azevedo e Silva (Defesa) e Bento Albuquerque (Minas e Energia). Também viajaram os senadores Nelsinho Trad (PTB-MS) e Jorginho Mello (PL-SC); os deputados Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e Daniel Freitas (PSL-SC), o assessor especial Filipe Martins, o presidente da Embratur, Gilson Machado, o secretário especial de Pesca, Jorge Seif Jr, entre outros.