Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro é reprovado por 56% da população, diz pesquisa

Gustavo Zucchi

Exclusivo para assinantes

Uma nova pesquisa sobre a popularidade do presidente Jair Bolsonaro indica que 56% da população reprova a atuação do chefe do Executivo nesse momento. O levantamento, conduzido pelo Instituto Atlas, ainda apontou que 40,4% dos entrevistados aprovam o desempenho de Bolsonaro no governo. Já 2,9% não souberam responder.

Dentre os que desaprovam, o maior porcentual é de mulheres. 71% das entrevistadas avaliam negativamente o presidente. A faixa etária que mais rejeita o presidente é entre os mais velhos, de 60 anos para cima, com 64% de reprovação. Na faixa de renda, os mais ricos tendem a rejeitar mais Bolsonaro. 66% dos consultados que ganham entre 5 e 10 salários mínimos desaprovam o desempenho presidencial. Acima de 10 salários mínimos, o porcentual é de 62%.

Já entre os que aprovam o presidente, os homens são maioria, com 57% de aprovação. Entre os adultos de 35 a 44 anos, Bolsonaro tem 50% de avaliação positiva. E é aprovado por 48% na faixa de renda entre 2 e 3 salários mínimos.

Entre os ateus, Bolsonaro tem uma reprovação recorde de 85%. Em compensação, é aprovado por 57% dos evangélicos. 70% da população com ensino superior reprova o atual presidente da República, que tem 60% de aprovação entre aqueles que cursaram apenas o Ensino Fundamental.

O instituto perguntou também sobre um possível pedido de impeachment. O levantamento mostra que 48% dos entrevistados apoiam a retirada do presidente do cargo, enquanto 45.8% são contrários ao impedimento.

Doria, Maia e Lula rejeitados

O Instituto Atlas também perguntou sobre como a imagem de outros líderes políticos do Brasil é avaliada. Aqui, surgem como os mais rejeitados adversários de Jair Bolsonaro. O governador de São Paulo, João Doria (PSDB) é a personalidade com maior índice negativo. 76% dos entrevistados tem uma imagem negativa do tucano, com 18% dando uma resposta positiva.

Já ex-presidente Lula (PT) tem 74% de respostas negativas quando é apresentada a imagem do petista. 22%  veem Lula de forma positiva. Já o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) também tem 74% de avaliação negativa, com 14% de respostas positivas.

Outros nomes também foram apresentados aos entrevistados. O próprio Bolsonaro, por exemplo, tem 40% de respostas positivas e 57% de negativas. Seu ministro da Economia, Paulo Guedes é a personalidade com maior porcentual positivo: 42% ante 48% negativo. O vice-presidente Hamilton Mourão tem 38% positivo e 47% de imagem negativa. Ainda aparecem os ex-ministros Sérgio Moro, com 28% positivo e 59% negativo, e Henrique Mandetta, com 38% positivo e 47% negativo.

Candidatos nas próximas eleições também tiveram a imagem sondada. O possível presidencial Luciano Huck tem 65% de rejeição e 15% de aprovação. Já Fernando Haddad (PT) é rejeitado por 65% dos entrevistados e aprovado apenas por 27%. O pedetista Ciro Gomes tem 64% de rejeição e 21% de aprovação.

A pesquisa contou com 1514 respondentes, com entrevistas feitas entre os dias 26 de agosto e 1º de setembro. Ela possui uma margem de erro de 3 pontos porcentuais para mais ou para menos e índice de confiança de 95%. Ela foi feita com coleta aleatória via questionário estruturado web.