Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro elogia indicado à Fundação Palmares

Equipe BR Político

Para o presidente Jair Bolsonaro, o novo – mas já suspenso – presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, é “excelente”, de acordo com informações do Broadcast Político. “Não vou entrar em detalhes que vocês deturpam tudo. Não tem essa história de branco, negro, todo mundo é igual. Ponto final”, disse Bolsonaro, nesta quarta-feira, 11, em frente ao Palácio da Alvorada.

A escolha de Camargo para o cargo é criticada por movimentos sociais e pela classe artística por conta de declarações, no mínimo, polêmicas do indicado. Ele já afirmou que não existe “racismo real” no Brasil, que “negro de esquerda é burro, é escravo”, além de ser contra o Dia da Consciência Negra.

Diante de tais declarações, a Justiça do Ceará suspendeu sua nomeação para a presidência da Fundação Palmares, instituição que tem justamente o objetivo de promover a preservação dos valores culturais, sociais e econômicos da cultura afro-brasileira. A fundação é responsável, por exemplo, por fomentar políticas públicas e ações norteadas pelos princípios de igualdade racial e de combate ao racismo. A Advocacia-Geral da União já recorreu da decisão.

Camargo foi indicado ao cargo pelo novo secretário especial de cultura, Roberto Alvim, dramaturgo aliado ao bolsonarismo. As mudanças fazem parte de uma reorganização da área da cultura promovida pelo governo de Bolsonaro, que você acompanhar melhor na última edição do Fique de Olho, o relatório semanal do BRP.