Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro enfrenta rua pela primeira vez

Vera Magalhães

Pela primeira vez em 4 meses e meio de mandato, Jair Bolsonaro enfrenta nesta quarta-feira manifestações de rua robustas em todo o País. Levantamentos da imprensa, das polícias militares, dos organizadores e de movimentos não-alinhados com a organização dos atos, como o MBL, dão conta da existência de protestos em 140 cidades. O número de manifestantes, estimado por entidades sindicais em 1 milhão de pessoas, parece chute e precisa ser cotejado com estimativas oficiais, mas o fato é que as imagens desde a manhã desta quarta mostram que a adesão aos protestos é bastante grande. Em São Paulo, a avenida Paulista está completamente tomada –algo que a chamada “esquerda” não conseguiu nem no #EleNao nem nos atos contra o impeachment.

Ao chamar os manifestantes de “idiotas úteis” Bolsonaro subestima a abrangência do ato, joga manifestantes que podem até ter votado nele no colo da oposição e incorre no mesmo erro que, no passado, já cometeram presidentes como Fernando Henrique Cardoso (que chamou de “vagabundos” os que se aposentavam cedo) e Dilma (que circunscreveu os protestos que acabaram por culminar no impeachment como manifestações das elites). / Vera Magalhães e Alexandra Martins