Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Bolsonaro: ‘Faltou a Ford dizer a verdade. Querem subsídios’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O presidente Jair Bolsonaro lamentou, nesta terça-feira, 12, a perda de empregos causada pela decisão da Ford de encerrar suas atividades no Brasil e afirmou que a montadora precisa falar a “verdade”, que está de saída do País porque quer subsídios.

O presidente Jair Bolsonaro em conversa com apoiadores. Foto: Reprodução/Youtube

“Lamento os cinco mil empregos perdidos”, disse o presidente a apoiadores, na saída do Palácio da Alvorada. “Mas o que a Ford quer? Faltou a Ford dizer a verdade. Querem subsídios. Vocês querem que continuem dando R$ 20 bilhões para eles, como fizeram nos últimos anos? Dinheiro de vocês, do imposto de vocês”, disse.

Depois de mais de um século de atividades no Brasil, Ford vai encerrar suas atividades no País, fechando três fábricas. A empresa vai parar de produzir em Camaçari, na Bahia, onde faz o EcoSport e o Ka. Também vai fechar a porta a unidade de Taubaté, em São Paulo, onde fábrica motores. E a fábrica de Horizonte, no Ceará, terminará no último trimestre de 2021 sua atividade de montar os jipes Troller. A notícia pegou o governo de surpresa e ocorreu no dia em que o ministro da Economia voltava de férias.

Bolsonaro ainda aproveitou para criticar o governador da Bahia, Rui Costa (PT) por, segundo ele, não ter “a capacidade de se antecipar ao problema”. Mais cedo, o petista usou o Twitter para dizer que “o encerramento da Ford no Brasil é consequência (da) falta de confiança em nosso País, fruto da inoperância e politicagem do Governo Federal”.

“A Ford ficou, na Bahia, que o governador está me criticando lá, por uma decisão do então senador Antônio Carlos Magalhães, o tal do ACM, que podia ter todos os defeitos do mundo, mas era amado na Bahia. E ele lutou, e a Ford ficou lá”, disse. “Agora o governador, que tem senadores com ele, não teve a capacidade de se antecipar ao problema e buscar possíveis soluções”, completou.