Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro fustiga Argentina e Venezuela

Vera Magalhães

O presidente Jair Bolsonaro publicou uma sequência de posts no Twitter em que critica os governos da Venezuela e da Argentina por medidas que, segundo ele, têm reflexos no Brasil, que faz fronteira com os dois países.

Segundo o presidente, a situação na Venezuela “tem reflexos diretos no Estado de Roraima: aumento da violência e população de rua, piora na saúde e educação, etc.”.

Logo em seguida, sem estabelecer nenhuma relação mais clara entre ambos os assuntos, mas lembrando que a Argentina faz fronteira com Estados do Sul, ele passou a enumerar medidas adotadas pelo recém-empossado presidente Alberto Fernandez: dupla indenização para demissão sem justa causa, elevação do imposto de exportação de grãos, imposto de 30% para compras no exterior e volta da discussão da legalização do aborto.

Não ficou claro se a proximidade com o Brasil leva Bolsonaro a pensar em alguma retaliação ou resposta a esses fatos. Questionado por repórteres, em Brasília, a respeito dos tuítes, respondeu secamente: “Interpretação de texto”.