Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro ironiza CPMI das fake news: ‘Paguei 40 mil por robô’

Equipe BR Político

O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar, nesta segunda-feira, 16, a CPMI das fake news, que tem ouvido alguns dissidentes do governo sobre práticas do Planalto no uso das redes sociais. “A senhora é uma robô? Segundo a CPMI das fake news, eu paguei 40 mil para cada robô. Recebeu, não?”, perguntou o presidente a uma apoiadora que o aguardava em frente ao Palácio da Alvorada.

A ironia de Bolsonaro foi em relação ao depoimento da ex-líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), que acusou o Planalto de financiar, com dinheiro público, um grupo de militantes nas redes sociais conhecido como “gabinete do ódio“.

Como você viu aqui no BRP, no início de dezembro, Hasselmann afirmou que o suposto gabinete existe e recebe aproximadamente R$ 491 mil por ano. A deputada também afirmou que a rede de disseminação dos ataques virtuais envolve 1,87 milhão de robôs. Segundo ela, cada disparo por robô custa R$ 20 mil. No dia do depoimento da deputada, Bolsonaro, sem citá-la nominalmente, afirmou que havia “um idiota prestando depoimento a esta hora lá”, segundo o Globo.