Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Bolsonaro, mais uma vez, exalta Ustra

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O presidente Jair Bolsonaro, mais uma vez, exaltou o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, primeiro militar a ser condenado por sequestro e tortura durante a ditadura. Em entrevista ao filho, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), no sábado, 19, o chefe do Executivo afirmou que Ustra tratou os presos políticos “com toda a dignidade”.

Jair Bolsonaro. Foto: Reprodução/Youtube

“(O livro ‘A Verdade Sufocada, de Ustra’) narra fatos, como os presos – não era preso político não – terroristas eram tratados no DOI-Codi de São Paulo, tratados com toda a dignidade, inclusive as presas grávidas”, afirmou.

Ustra esteve à frente do DOI-Codi no período em que foram registradas ao menos 45 mortes e desaparecimentos forçados no local, de acordo com relatório elaborado pela Comissão Nacional da Verdade (CNV).

“Uma história realmente verdadeira, para quem não quer ser manipulado pela esquerda, não é aquela ‘historinha’ que a esquerda conta cheia de blá-blá-blá, sempre se vitimizando, lutando por democracia, etc, etc, etc”, disse.